Mais populares

Mais populares

A incorporação de novas práticas integrativas no SUS — A crítica para além da cientificidade

Maio 08, 2018 - 16:19
Publicado em:
0 comments

Em março de 2018 o então ministro da saúde, Ricardo Barros, anunciou um decreto que incluía 10 novas práticas integrativas e complementares (PIC) ao rol das 19 já utilizadas no Sistema Único de Saúde (SUS). Apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais passaram a compor a lista junto com ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia e yoga[1]. O argumento defendido pelo ministro é que essas práticas são importantes na prevenção e promoção à saúde, ou seja, que se pode economizar verbas públicas ao evitar que as pessoas fiquem doentes.

 

In Code We Trust (I) - A blockchain entre a hype e o ceticismo

Maio 16, 2018 - 17:52
0 comments
Funcionameto da blockchain tirada do whitepaper da bitcoin

Em seu livro "Dívida: Os primeiro 5000 anos" David Graber relata a história de um soldado britânico[1] em Hong Kong, na década de 50, que certa vez pagara sua conta no bar com um cheque inglês. Um dia o soldado encontrou seu cheque nas mãos de um vendedor local, com várias pequenas rasuras no papel. Sem possibilidade de utilização, à princípio, os mercadores começaram a trocar o papel entre si, acrescentando suas assinaturas, sinal da confiança depositada nesse processo. O autor conclui logo em seguida que o valor da unidade da moeda não é o valor do objeto, mas a medida da confiança de uma pessoa em outra. O elemento de confiança no curso, continua o autor, é o que dificulta mais ainda a posição Chartanista - do Latim Charta, símbolo ou token - de fazer com que as pessoas continuem acreditando nesse charta. Mais ainda se falarmos no estabelecimento dessa confiança em escala global.

 

A Petrobras sendo transformada em Vale

Março 19, 2019 - 14:54
Publicado em:
0 comments

Recado de retorno do Portal Autônomo de Ciências: estamos voltando com nossas postagens em 2019. A periodicidade dos textos passará a ser quinzenal para que possamos dar conta de continuar escrevendo e postando textos com qualidade. Boa leitura a todas e todos.

 

Texto publicado originalmente no dia 02/03/2019, por Antony Devalle no grupo de Facebook do grupo Inimigos do Rei.

 

A Distopia Dataísta

Novembro 06, 2018 - 23:21
0 comments

Se me pedissem para apontar uma obra ficcional que melhor retratasse a atmosfera esquizofrênica e distópica dessa nossa “realidade cyberpunk”, certamente seria Serial Experiments Lain, um clássico do gênero. Lain, a protagonista cujo nome batiza a série, é uma jovem que se vê cada vez mais integrada à Wire, referência à World Wide Web, mais tarde popularmente conhecida como Internet. A série se desenvolve em consonância com esse envolvimento da protagonista com a rede, aqui retratada como uma quarta dimensão espacial, um consenso geral estabelecido com suas particularidades sensoriais e resultado de um processo dialético entre o real e o virtual (e, consequentemente, a tentativa de sobreposição de um sobre o outro). Essa nova dimensão espacial é explicada fisicamente, no anime, pela Ressonância de Schumann. Essa introdução inicial foi apenas para justificar as imagens que ilustrarão esse texto.

La mano del pueblo x a mão (in)visível do mercado

Maio 28, 2019 - 20:06
Publicado em:
0 comments

A ditadura empresarial-militar argentina tinha começado pouco mais de dois anos antes, com o golpe de Estado de 24 de março de 1976. Isabelita Perón, que presidia o país desde a morte do seu marido, Juan Domingo Perón, em 1974, foi deposta pelas forças armadas (como explica especialmente bem o historiador argentino Felipe Pigna aqui).

Adeus ao homem (?)

Abril 16, 2019 - 15:09
Publicado em:
0 comments

Longe de tentar fechar discussões e encerrar assuntos, neste texto procuro exteriorizar preocupações e reflexões, buscando pensar o momento que estamos vivendo. Acredito que o sentimento de falta é algo que todos e todas nós sentimos. O sentimento de "algo de novo está acontecendo" toca na gente, por mais que abafados por afirmações de que estamos num momento cíclico, que é a repetição como tragédia de momentos passados, a sensação do "o que é isso?" permanece fortemente. Algo que é assustador?

Páginas