Mais populares

Mais populares

A PANDEMIA NA MALOCA*: população de rua, necropolítica e redução de danos

Abril 13, 2020 - 15:36
Publicado em:
3 comments

A pandemia explicitou ainda mais a enorme discrepância de diferentes realidades sociais que coexistem no Brasil. Infelizmente ainda não estamos, como dizem alguns, “todos no mesmo barco”: alguns estão isolados em coberturas, recebendo delivery de comida pelo elevador e delivery de maconha por drone, outros moram em bairros que estão sem água há semanas, ou passam fome e sede nas ruas, sem saber o porquê delas estarem tão vazias, e com pessoas vestindo máscara.

As Organizações Sociais na privatização da saúde, ciência e tecnologia

Maio 29, 2018 - 22:00
Publicado em:
0 comments
Imagem do MAST, instituição ameaçada a se tornar Organização Social

O cenário político atual do contexto brasileiro está cada vez mais alarmante. De uns anos para cá, não faltam notícias preocupantes no quadro nacional. Para citar algumas, podemos falar de condução coercitiva de reitores de universidades federais[1], criminalização e banalização de movimentos sociais (notícias sobre arquitetura do prédio e sua história ganham mais importância do que as dezenas de vidas perdidas nessa tragédia e, para além disso, a necessária reorganização do espaço humano)[2], intervenção militar no Estado do Rio de Janeiro, reformas educacionais idealizadas por bancos internacionais e indústrias petroleiras[3], desmonte e privatização de órgãos públicos[4] e, mais recentemente, uma possível audiência pública na câmara dos deputados, em Brasília, para apurar uma suposta perseguição a estudantes evangélicos nas universidades públicas (fato político construído na UFF com a parceria de neonazistas)[5]. Se o Brasil atual não é um país em estado de exceção, caminhando a passos largos ao totalitarismo, não sabemos o que é. Entretanto, devemos nos perguntar: de onde vem as motivações, incentivos e suporte (ideológicos, estruturais e financeiros) para esse desmonte do Estado brasileiro?

O Senhor [Mercado] é meu pastor, nada me faltará

Maio 22, 2018 - 11:23
Publicado em:
0 comments

“Carreira no mercado de emprego formal”, “aprender a aprender novos conteúdos”, “procurar vagas” e “dinâmica dos processos seletivos”, palavras que a princípio podem remeter a dilemas do mundo do trabalho, flutuações das taxas de desemprego, entre outras frases que permeiam o cotidiano dos quadros econômicos, entretanto, ao contrário do que se espera, tais palavras fazem parte do arcabouço textual de uma colunista de um proeminente jornal de São Paulo, cujo foco de seus textos é, nada mais nada menos que: Educação.

Mesa "As ciências brasileiras tem de fato reduzido as desigualdades" - 17/10/2018

Novembro 04, 2018 - 17:40
Publicado em:
0 comments

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2018 teve como tema "Ciência para redução das desigualdades". Com intuito de trazer uma abordagem crítica sobre o tema, o Portal Autônomo de Ciências convidou os professores Virgínia Fontes e Jose Helayel para participarem da mesa com título: "As Ciências Brasileiras têm de fato reduzido as desigualdades?"


A mesa aconteceu na Tenda da Ciência no campus de Manguinhos-RJ da Fiocruz no dia 17/10/2018. Confira abaixo:


Arte, tecnologia e inteligência artificial - Entrevista com Julia Salles

Abril 02, 2019 - 22:42
0 comments

Entrevista realizada com a pesquisadora e curadora Julia Salles durante a realização da Mostra Bug no Oi Futuro. Na entrevista Julia fala sobre as interfaces entre arte e tecnologia, os processos de curadoria, a pesquisa com inteligência artificial, os choques da fazer pesquisa e arte no Brasil e no exterior, entre outros.

Confira o vídeo abaixo:

 

Sobre a importância da contextualização das ciências

Maio 01, 2018 - 07:07
Publicado em:
0 comments

"A ciência brota de nossos livros universitários, como que em passes de mágica, induzindo-nos a crer que Newton tirou de sua cartola o conjunto de leis que sintetizaram toda a ciência de milênios. Este abracadabra faz surgir diante dos alunos, pronta e reluzente, a relação F=ma, antes mesmo que a maçã de Newton toque o chão! É uma visão mágica de ciência que nos fez sonhar, durante essas últimas cinco décadas, com os fantásticos gênios e suas descobertas maravilhosas.

As belas épocas burguesas e gentrificação no Rio (1/2)

Julho 25, 2018 - 15:10
Publicado em:
0 comments

Na segunda parte desse mesmo artigo demonstrarei com exemplos como no município do Rio de Janeiro o contexto em que o desenvolvimento tecnológico e as demandas do capitalismo atualmente tem contribuido para o processo que nomearemos de gentrificação. Nesta primeira parte, contudo, nos disporemos de entender La Belle Epoqué napoleônica e a herança carioca com Pereira Passos.

Páginas