Mais populares

Mais populares

A farsa da guerra às drogas

Julho 18, 2017 - 11:10
1 comments

Quatro pessoas morreram no último mês decorrente de tiroteio em comunidades no Rio de Janeiro. Na Mangueira, mãe e filha desciam para trabalhar quando foram atingidas por disparos. No Pavão-pavãozinho, um homem foi vítima de estilhaços de granada. No Lins, uma criança de 10 anos foi baleada na cabeça. Em todos os casos a Polícia Militar fazia operação na região. 

Rio de Janeiro-RJ: Manifestação pelo fim do genocídio nas favelas se une em solidariedade à Ocupação dos desabrigados da CEDAE.

Abril 08, 2015 - 00:00
Publicado em:
0 comments

Em sequência as manifestações ocorridas no Complexo do Alemão nos dias 03 e 04 de abril, nesta quarta-feira (08 de abril), mais uma manifestação foi convocada, desta vez no Largo do Machado, zona sul do Rio de Janeiro, com a intenção de caminhar até o Palácio da Guanabara, casa do executivo do Estado.

CryptoRave 2017 - cobertura

Nesta sexta-feira (6), em mesa na Casa do Povo, com a presença de 750 pessoas, foi iniciada a quarta edição da CryptoRave. Desta vez em um clima intimista que o novo local proporcionou, James Bamford, escritor especialista em agências de inteligência estadunidense, mostrou como a teoria da conspiração, em que os Estados Unidos monitora as comunicações de todas as pessoas do mundo, se concretizou.

Desenvolvendo Estratégias de Movimentos de Mídia

Junho 18, 2017 - 10:27
10 comments

Aqui no IGD nós falamos muito sobre estratégia, sobre construir nossa capacidade, e sobre crescer como força material em nossas comunidades. Uma coisa sobre a qual não falamos muito é a necessidade de mais pessoas se esforçarem para criar a contra-informação e mídia alternativa onde estão. Como nossos amigos apontaram no [Puget Sound Anarchists, uma plataforma que vem crescendo para os anarquistas no noroeste do Pacífico, que, enquanto o crescimento de plataformas como o IGD tenha sido ótimo, cabe também às pessoas no nível local começarem e construir suas próprias plataformas regionais e locais de mídia autônoma; caminhando para descentralizar tanto mídia que consumimos quanto quem está criando ela.

“Sabe como é, trabalhador de aplicativo não tem sindicato...”

Junho 18, 2019 - 13:46
Publicado em:
1 comments

“Essa greve aí? Isso não vai dar em nada! Pessoal tem é que trabalhar. Não muda nada, pessoal fala que vai parar aí quando você vê é só meia dúzia de gato pingado. E com a situação difícil que tá esse país, você acha mesmo que vai mudar alguma coisa? E tem outra, a gente não tem nem patrão pra reclamar, porque os donos mesmo da Uber não ficam no Brasil. Eu não acredito numa saída não. Sabe como é, trabalhador de aplicativo não tem sindicato, o negócio é trabalhar, não tem muita saída não. No grupo ninguém tá confiando muito nisso aí e é isso.

São Gonçalo-RJ: Estudantes secundaristas vão às ruas pela educação

Março 07, 2016 - 00:00
0 comments

As ruas de São Gonçalo foram mais uma vez ocupadas pelos estudantes secundaristas do Estado do Rio de Janeiro neste dia 07. Pelo menos duas passeatas ocorreram pela manhã e pela tarde. O primeiro saiu do Ciep 249 e seguiu até a praça Zé Garoto e o segundo rodou por Alcântara, terminando próximo ao relógio.

Rio de Janeiro-RJ: A favela desceu para cobrar!

Dezembro 21, 2016 - 17:09
Publicado em:
1 comments

Na sexta-feira, dia 16 de dezembro, ocorreram dois eventos na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro, que denunciam a violência de estado contra a população preta e pobre. Primeiro, mães de jovens assassinados montaram uma árvore de Natal com fotos de suas filhas e filhos assassinadas/os, principalmente, pela polícia. Depois, ativistas, moradoras e moradores de favela, fizeram uma performance enquanto ocorria um evento religioso de natal na praça, denunciando o papel genocida que a polícia cumpre na favela e em repúdio ao arquivamento do caso do menino Eduardo de Jesus, assassinado por policiais.

São Gonçalo-RJ: Estudantes de Rio do Ouro ocuparam mais uma vez a rodovia RJ-106

Março 14, 2016 - 00:00
0 comments

Os Colégios Estaduais Dôrval Ferreira da Cunha e o CIEP 126 ocuparam mais uma vez, nesta segunda-feira, 14 de março, a rodovia RJ-106 em Rio do Ouro, São Gonçalo. Fecharam parte da pista, deixando apenas uma faixa livre. Muitos carros passavam demonstrando apoio à iniciativa.

Rio de Janeiro-RJ: Ato em memória da chacina da Candelária - Julho Negro

Julho 19, 2017 - 16:13
Publicado em:
0 comments

O protesto teve concentração na Candelária por volta das 16 horas, onde pessoas estenderam faixas e bonecos em homenagem à vítimas da violência estatal nas periferias e denunciando esta violência.

Em entrevista ao CMI, Ana Paula Oliveira, mãe de um rapaz de 19 anos morto por um policial militar da UPP de Manguinhos disse:

Diversos Protestos em Apoio à Greve Geral Tomam o Rio de Janeiro

Junho 14, 2019 - 22:35
0 comments

O dia de mobilização começou pouco antes das 6 horas da manhã. Diversos trancamentos foram realizados em pontos estratégicos da cidade. A Linha Vermelha e uma via expressa de São Gonçalo foram fechadas com barricadas, enquanto a Marquês de Paraná, em Niterói, a Leopoldina sentido Centro e a descida da ponte Rio-Niterói na altura do INTO eram trancadas por manifestações. Estima-se que tenha causado um impacto de cerca de 45 km no trânsito da cidade, além de aumentar o tempo de travessia da ponte Rio-Niterói para mais de uma hora.

Primeiro de maio: de 1886 à 2017, o que mudou?

Maio 01, 2017 - 23:37
Publicado em:
0 comments

Jornadas de trabalho excessivas, direitos escassos, “negociação” patrão e empregado sobrepondo-se à leis trabalhistas, pouco tempo para almoço… incrivelmente, o contexto atual no Brasil é extremamente semelhante a aquele que deu origem ao dia que hoje é o feriado conhecido como primeiro de maio. Mais que um dia para faltar ao trabalho e à escola, ou um dia de saldar o trabalhador, o dia primeiro de maio é um dia histórico de luta, conquista e sangue.

Rio de Janeiro - RJ: polícia reprime protesto violentamente no metrô-mangueira

Julho 12, 2017 - 21:59
Publicado em:
3 comments

O motivo do protesto foram os abusos policiais na comunidade, ocasionando o fechamento de um lava-jato que era propriedade de moradores da favela Metro-Mangueira. Na abordagem, policiais saquearam o bar de um senhor de idade, levaram o dinheiro e as máquinas lá presentes, destruiram ferramentas de trabalho dos trabalhadores/as do lava-jato. Com isso, muitos moradores saíram prejudicados.

Páginas