Rio de Janeiro-RJ: População se revolta CONTRA A REFORMA da Previdência

Rio de Janeiro-RJ: População se revolta CONTRA A REFORMA da Previdência

Março 16, 2017 - 06:07
0 comments

Nesta quarta-feira, dia 15 de março, várias cidades do país em todos os estados pararam em uma Greve Geral. No Rio de Janeiro, diversos setores da classe trabalhadora fizeram várias intervenções na cidade desde o início da manhã, com trancamento de vias, aulas públicas, ocupação da Previdência Social e, no final do dia, todos se reuniram em grande que reuniu certa de 100 mil pessoas no centro da capital.

Na Candelária, a partir das 14hs, ocorreu uma aula pública organizada por mulheres sobre a refora da previdência e os impactos na vida das trabalhadoras e trabalhadores. As mulheres serão as mais afetadas com a reforma.

Em seguida as mulheres ocuparam a Previdência Social localizada na Av. Presidente Vargas e dialogaram com as pessoas que estavam para atendimento, convocando para o ato de mais tarde. Um caixão foi levado para representar a morte de aposentadoria caso a reforma venha ser aprovada. Pessoas que estavam esperando atendimento aproveitaram para reclamar do sistema e governo.

No final da tarde, a concentração do Ato geral ocorreu na praça da Candelária. O grande número de pessoas fechou todo o entorno da praça, contando com a presença de inúmeros sindicatos, movimentos sociais e todas as classes de trabalhadoras e trabalhadores. O ato, depois seguiu em direção a Central do Brasil, fechando toda a avenida Presidente Vargas. Quando a frente do ato estava próximo a Central, o final do ato ainda estava no cruzamento com a Candelária.

Alguns minutos depois da chegada do ato na Central do Brasil, a Guarda Municipal atirou bombas de gás e de efeito moral, de dentro da “Unidade de Ordem Pública - UOP” da Guarda ao lado, em direção aos manifestantes na rua. Uma confusão se iniciou, seguranças contratados pela cúpula da Central Única dos Trabalhadores – CUT, acusaram grupos independentes e os chamados de “Black Blocs” de terem iniciado o confronto com a Guarda. (veja o vídeo)

Tais seguranças fizeram postagens no facebook antes do ato sobre a contratação pela CUT e a intenção de agredir “Black Blocs”, como denunciado pela página do Partido Pirata. Em uma foto postada por um dos contratados, ele posa para uma foto com um soco inglês na mão e mais quatro homens com bonés da CUT e coloca a legenda “Os Black Block vão morrer porra !!!”, em outra, a mesma pessoa posta uma foto após a manifestação com a legenda: “O pau quebrou perdeu… Tava trabalhando po” onde admite que estava a trabalho na manifestação contratado para agredir Black Blocs.

Passada a confusão entre os seguranças da CUT e manifestantes, a Guarda Municipal reiniciou ataques contra o protesto, atirando bombas de gás e efeito moral. O Choque também chegou logo depois. A manifestação foi sendo empurrada em direção a praça da Cinelândia.

Diversas pessoas foram agredidas pelos policiais. Uma indígena teve sua perna fraturada em dois lugares por chutes de Guardas Municipais. Pessoas foram detidas também e encaminhadas para a 5a e 9a Dps. Na Cinelândia bombas de gás foram atiradas dentro dos bares da praça, inclusive o famoso bar do Amarelinho. Bombas também foram lançadas dentro da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, no Largo de São Francisco.

Enquanto a polícia empurrava o ato em direção a Cinelândia, manifestantes faziam barricadas queimando sacos de lixo e quebravam os bancos que havia pelo caminho. Os bancos são os principais beneficiados com a Reforma da Previdência e todos os pacotes anunciados pelos governos Federal e Estadual para pagamento de juros da dívida pública aos bancos, como o chamado “pacote de maldades do Pezão”, governador do estado do Rio, a privatização da CEDAE, entre outros.

Pouco tempo depois o ato se dispersou.

Leia também sobre O QUE É A REFORMA DA PREVIDÊNCIA em: Rio de Janeiro-RJ: Mulheres fazem aula pública e ocupam Previdência Social

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.