Grandes empresas descobertas em comércio de carne estragada

Grandes empresas descobertas em comércio de carne estragada

Março 17, 2017 - 23:16
0 comments

Nesta sexta-feira, dia 17, uma grande investigação envolvendo algumas das maiores empresas de produção de carne do Brasil, como a JBS (Friboi e Seara) e a BRF (Sadia e Perdigão). A acusação é de pagamento de propina para funcionários do Ministério da Agricultura, o que envolve grandes partidos políticos (PMDB e PP), e adulteração da carne, que foi comercializada após passado o prazo de validade e com produtos químicos cancerígenos para evitar que o estado precário do animal fosse percebido pelos consumidores.

Funcionários do Ministério recebiam propina para atuar em favor dos frigorificos acusados de participarem do esquema e para ignorar a fiscalização ao produto. Parte da propina era repassada aos partidos envolvidos. Um frigorifico em Curitiba usava frango como substituto de carne bovina.

A JBS foi a maior doadora para campanhas políticas em 2014, tendo doado 71 milhões para a campanha de Dilma Rousseff (PT) e 50 milhões para a campanha de Aécio Neves (PSDB), além de outros 14 partidos. A situação lembra a Vale do Rio Doce, que quando veio a tona o descaso com as barragens após o crime de Mariana, foi descoberto grande investimento em campanhas políticas em 2014.

 

PRODUÇÃO DE CARNE

 

Esta situação traz à tona um setor que deveria ser mais problematizado pela sociedade. A indústria da carne é uma das que mais lucra com a exploração no sistema capitalista. Além da exploração dos trabalhadores, as empresas também lucram em cima do sofrimento de animais.

As condições de abate são tenebrosas. Animais são mortos cruelmente. Nos galinheiros, as galinhas passam por um armazenamento desumano, onde são amontoadas em jaulas com capacidade muito reduzida. Os filhotes tem o bico serrado para que não possam escolher os grãos que comem. Devido ao estresse da situação, as galinhas acabam se atacando dentro do galinheiro. Os pintinhos nascem com deformações devido à encubação forçada.

Nos abatedouros de gado, as vacas são obrigadas a gestionarem diversas vezes para aumentar a produção de leite. Quando ocorre a queda nessa produção, a vaca é abatida. Os filhotes geralmente viram baby beefs, que devido ao ato de prender o bezerro pelo pescoço a vida toda para que seus musculos não se desenvolvam, torna a carne mais macia.

Outra situação cruel é a retirada de couro com o animal ainda vivo. Toda a agonia animal é revertida em lucro para os grandes empresários envolvidos na produção de carne e derivados.

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.