Rio de Janeiro-RJ: Greve Geral tem protesto no centro

Rio de Janeiro-RJ: Greve Geral tem protesto no centro

Julho 02, 2017 - 13:40
0 comments

Após cerca de um mês, uma nova paralisação de 24h foi decretada, nesta sexta-feira, dia 30 de junho. Entre as pautas, enquanto um setor mais ligado à luta popular e autônoma enfatizava a reprovação às reformas da previdência e trabalhistas, além de pedirem liberdade a Rafael Braga, setores ligados às centrais sindicais e aos partidos políticos enfatizavam o volta Dilma, o fora Temer e/ou eleições Diretas Já. Milhares de manifestantes se reuniram na Candelária por volta das 17 horas.

Leia mais sobre Rafael Braga.

Entre as/os manifestantes, muitos repudiavam a pauta do volta Dilma, fora Temer e diretas já, levantada principalmente pelas/os manifestantes representantes de partidos políticos, ligados às centrais sindicais e às frentes institucionais. O bloco autônomo levantava gritos de repúdio ao processo eleitoral e pautavam uma saída mais radicalizada à crise.

O trajeto definido para a manifestação era, inicialmente, da candelária até a Cinelândia, porém, após uma ação de boicote por parte da CTB, e fortalecido por outras centrais, o trajeto foi alterado. Em um primeiro momento, o carro de som tentava segurar as/os manifestantes que vinham atrás com o claro objetivo de destacarem-se do bloco independente que estava à frente do ato. Após perceberem que as/os independentes não avançariam e não se destacariam, as centrais acordaram um novo trajeto com a polícia militar e o ato voltou pela Presidente Vargas em direção a Central do Brasil. Chegando à central, a polícia havia preparado a recepção do ato em articulação com o carro de som das centrais sindicais.

Após o encerramento do ato ter sido anunciado, a polícia militar iniciou a dispersão com bombas de gás e balas de borracha. No entanto, manifestantes resistiram com fogos de artifício e escudos, além de armarem barricadas pelo centro da cidade. Policiais foram obrigados a se refugiarem e a fugirem em diversos momentos.

Policiais infiltrados foram identificados atiçando manifestantes, inclusive exibindo armas letais. Imagens de manifestantes sendo agredidos circulam pela internet.
A manifestação terminou por volta das 21 horas.

Leia mais: Rio de Janeiro-RJ: Greve Geral! Trabalhadoras/es fazem ações e protesto contra reformas

 

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.