Rio de Janeiro-RJ: Estudantes são detidos em ato e presos por postagens em facebook

Rio de Janeiro-RJ: Estudantes são detidos em ato e presos por postagens em facebook

Novembro 09, 2017 - 23:14
Publicado em:
0 comments

Nesta quarta-feira, dia 8 de novembro, 8 estudantes foram detidas/os durante uma manifestação de servidores do estado em frente a Assembleia legislativa - ALERJ e, em seguida encaminhadas/os para a 17a DP.

Dos 8, apenas 6 foram detidos na manifestação, um rapaz e uma menina foram detidos enquanto passavam pelo buraco do lume. Segundo a polícia, foram encontrados material explosivo de festas como rojões, além de bolas de gude, escudos e máscaras. Em alguns atos, manifestantes carregam máscaras de gás e até escudos buscando se defender da ação truculenta da polícia.

Após depoimento na 17a DP, uma jovem e um jovem menores de idade foram liberados com a presença de responsáveis. Outros 6 foram levados para o presídio de Benfica para triagem, onde aguardaram a audiência cautelar.

As/os 6 jovens são acusados de porte de material explosivo, corrupção de menores e associação criminosa. Não houve nada durante o ato que justificasse a detenção, no entanto, foi devido a postagens no Facebook que a polícia sustenta a acusação de "associação", principal motivo que estavam sendo mantidas/os presas/os. A polícia se baseou nas redes sociais das/os acusadas/os, usando postagens, fotos e suas relações de amizades no Facebook para enquadrá-los nesta acusação, na falta de provas concretas.

O ato dos servidores foi convocado pelo MUSPE e reuniu aproximadamente 500 pessoas sendo principalmente bombeiros e policiais civis. Um policial também chegou a ser detido após ter falado ao microfone pelo carro de som, mas logo foi liberado.

ATUALIZAÇÃO

Neste dia 10 de novembro pela tarde, todas/os foram liberados para responderem o processo em liberdade.

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.