[Rio de Janeiro-RJ] Bruno Alves é homenageado tendo seu nome no Restaurante Universitário da UERJ.

[Rio de Janeiro-RJ] Bruno Alves é homenageado tendo seu nome no Restaurante Universitário da UERJ.

Abril 29, 2018 - 11:22
Publicado em:
0 comments

No dia 26/04, estudantes da UERJ(Maracanã)independentes vão ao bandeijão(reaberto desde outubro de 2017) homenagear o companheiro Bruno Alves dos Santos falecido durante o período da ocupação do bandeijão ao qual em sua honra apelidaram o Restaurante Universitário com seu nome.

Ainda pela manhã, o ato concentrava-se em frente à fila do bandejão e os estudantes faziam falas homenageando Bruno Alves e sua luta. às 14:20 da tarde retiraram simbolicamente uma placa que homenageava Sérgio Cabral, Luis Fernando Pesão e o Antigo reitor Ricardo Vieiralves que dava a eles mérito pela construção do Restaurante Universitário. a placa foi retirada e substituída por uma em papel, provisória, nomeando o bandejão de "Restaurante Universitário Bruno Alves" em nome de sua luta por assistência estudantil na universidade.
Bruno estudava história. Era negro, cotista, pai, rapper, trabalhador, e ainda ativista pelas causas sociais que o diziam respeito. Sua luta é lembrada por muitos de seus amigos e companheiros de luta. O mesmo Bruno já foi baleado pela polícia militar que atirava com bala letal no contexto das Jornadas de Junho. Bruno também era distribuidor do Jornal A Voz da Favela que pertence à ANF que o acolheu e lamentou seu falecimento.
Após o ato, a placa que havia sido retirada foi entregue à instituição e o que se espera é que a placa provisória que homenageia o Bruno seja substituida por uma fixa mantendo a devida homenagem.

Bruno Alves, presente na luta!

Mais notícias sobre o falecimento: https://www.facebook.com/agenciadenoticiasdasfavelas/posts/1328501540605342
 
Um pouco mais sobre a ocupação do bandejão: https://midiaindependente.org/?q=node/370

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.