Perto de 500 manisfestantes lotaram um setor da rodoviária de Brasília. A manifestação começou com uma concentração às 16h no subsolo da Rodoviária do Plano Piloto. De lá, @ manifestantes deram uma volta na Rodoviária e, então, seguiram para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Esta Agência estatal é responsável por autorizar o aumento das passagens suburbanas e interestaduais. Isto é, no caso de Brasília, a ANTT foi responsável pelo recente aumento das tarifas para as cidades periféricas que contornam Brasília (Valparaíso, Luiziânia...). Depois de entrar no prédio da ANTT e cobrar explicações da agência, @s manifestantes seguiram para a Rodoviária pelo meio das ruas. No caminho, passaram pelo Conjunto Nacional interditando o trânsito por alguns minutos e conversando com a população.

Então, @s manifestantes voltaram para a Rodoviária e foram para a estação central do metrô, que fica lá. Chegando perto das catracas do metrô, os manifestante fizeram uma assembléia, decidindo não pular as catracas devido à forte repressão policial que provavelmente aconteceria. Em duas das últimas manifestações do MPL em Brasília, houve repressão policial desnecessária com prisões, gás de pimenta e muito cacetete. (Imagine se centenas de pessoas fizessem o catracaço no metrô naquele momento).

Por fim, a galera voltou para a escadaria da Rodoviária e terminou o ato com mais uma assembléia e muita batucada.