::::AGITAÇÃO NO COMPUTADOR::::

Antes de tudo é melhor você usar Linux por ser mais seguro, tecnologicamente superior, porque quanto mais gente usa mais fraco fica o Ruindows e tudo aquilo que você, como militante ou ativista ultra-antenado, já devia saber. sabendo que você não é antenado e não usa Linux as informaçoes abaixo servem pra quem usa Ruindows.

FONTE DE INFORMAÇÕES:

A primeira coisa a fazer é se manter informado. O bom militante ou ativista é aquele que sabe das coisas, sabe do que tá rolando e porque tá protestando. Esse cara pode sair na manifestação sossegado que não vai fazer feio, vai dar uma verdadeira aula pra qualquer um que perguntar porque ele está contra ou a favor de tal coisa.

Através do computador é possível ficar informado das ultimas noticias de movimentos ou de qualquer assunto que lhe interesse. Por exemplo, qualquer grupo ou campanha relevante tem uma lista de e-mails que você pode se cadastrar pra receber informações. Caso o tráfego da lista seja muito intenso, e você não tem tempo pra ler todas as mensagens, pode se cadastrar pra receber somente o resumo do dia (digest). Se você não sabe como fazer isso peça para o administrador da lista.

Também é possivel se informar de diversas atividades políticas através de sites reconhecidamente bons. Segue uma lista abaixo:

www.midiaindependente.org
www.radiomundoreal.fm
hwww.noticiasdoplanalto.net
www.rebelion.org
www.lavaca.org
www.protest.net
www.mst.org.br
www.adital.org.br
www.brasildefato.com.br
www.amauta.inf.br
www.agenciacartamaior.com.br
www.anovademocracia.com.br

É recomendável ler os sites da mídia corporativa, pois eles concentram a maior parte das informações, mesmo que distorcidas. Mas é para isso que serve o olhar crítico hihihi. Recomendo o site da gazeta mercantil  http://www.gazetamercantil.com.br/ leu ele já tá bem informado sobre o mundo capitalista.

FORMAÇÃO POLÍTICA:

Só informação não basta, por isso é importante o ativista ter uma sólida formação política ao menos nas três principais ideologias: anarquismo, liberalismo e comunismo. Conhecimentos de história e geografia também ajudam muito. Manjar análise de conjuntura é fundamental pra não ser massa de manobra.

Alguns links sobre formação:

FORMAÇÃO BÁSICA EM COMUNISMO:
(é do PcdoB arght, mas serve pra introduzir ao tema)
 http://www.vermelho.org.br/pcdob/secretarias/formacao/default.asp

verbete da wikipedia sobre comunismo
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunismo

FORMAÇÃO BÁSICA EM LIBERALISMO:

texto liberal
 http://www.chaves.com.br/TEXTSELF/PHILOS/liberal.htm

verbete da wikipedia sobre liberalismo
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Liberalismo

FORMAÇÃO BÁSICA EM ANARQUISMO
 http://www.geocities.com/projetoperiferia2/indice.htm

verbete da wikipedia sobre Anarquismo
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Anarquismo

NÃO VIOLÊNCIA, AÇÃO DIRETA E DESOBEDIÊNCIA CIVIL PACÍFICA

São as formas mais efetivas de mudar uma sociedade através da mobilização. É a única estratégia capaz de agregar a maioria da população em uma causa.

 http://pt.wikipedia.org/wiki/N%C3%A3o-viol%C3%AAncia (não violência)
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Desobedi%C3%AAncia_civil (desobediência civil)
 http://www.dhnet.org.br/dados/cursos/dht/mundo/acaodireta.htm
(ação direta)

links interessante pra complementar a formação teórica:
 http://www.geocities.com/projetoperiferia/
 http://www.geocities.com/autonomiabvr/
 http://www.scielo.br/pdf/es/v21n72/4197.pdf (como se faz análise de conjuntura. IMPORTANTÍSSIMO!)

DISTRIBUINDO INFORMAÇÕES (ou fazendo agitação):

O objetivo é criar uma rede em torno da sua mini-super-central de informações. Veja aqui um singelo link sobre redes:
 http://www.rits.org.br/redes_teste/rd_oqredes.cfm

O computador pode servir para distribuir as informações que te interessam. Hoje em dia existem diversos meios para isso na internet. Se você tem uma conta de Orkut você pode usar o seu perfil pra divulgar o que quiser entre os seus conhecidos (recomenda-se separar os amigos por grupos, pois você não vai divulgar uma manifestação para aquele conhecido ultra-conservador que pode te marcar e querer te prejudicar. Discrição e falar de política no momento certo salvam vidas e preservam dentes; além de garantir uma convivência harmoniosa com famílias conservadoras). Caso você queira mais privacidade pode criar um perfil ?fake? da sua campanha ou organização, e usá-lo pra divulgar suas atividades. Ou então faça as duas coisas.

Criar um blog ou fotolog pra distribuir sua informação também é uma boa. Um newsletter da sua campanha ou organização é importante pra manter sua rede atualizada. Com o advento dessas tecnologias é super simples cruza-las e criar uma super-central de informações sobre qualquer assunto. A combinação de Orkut com blogs, fotologs, podcast (  http://pt.wikipedia.org/wiki/Podcasting )e sites de publicação aberta como wikipedia, CMI, youtube e outros é por si só uma ferramenta poderosíssima. Abaixo alguns links pra conhecimento dos militantes

www.midiaindependente.org
www.wikipedia.org
www.blogspot.com
www.youtube.com
www.orkut.com
www.myspace.com
www.podcast1.com.br (não sei se é bom)

PRIVACIDADE:

Como todos sabem o estado tá caçando militantes e ativistas com idéias geniais que podem mudar o mundo. Sua intenção é trancafia-los em algum lugar escuro do limbo do esquecimento perpétuo ou cooptalos pra seus projetos de dominação e poder. Diante dessa necessidade recomenda-se ao ?ciberagitador?(hehehehe, que ridículo) que resguarde sua privacidade. Você pode até aparecer em fotos de protesto mas não precisa ser identificado como um dos que mobilizam as multidões. A não ser que você tenha a devida coragem e responsabilidade para isso, caso contrário deixe pra quem tem esse grau de abnegação e responsa. Então, nada melhor do que usar um navegador que garanta seu anonimato na rede. Detalhe, navegador que garante anoninato é aquele que camufla o seu IP e pode garantir seus direitos civis de privacidade diante do ?Big Brother?.

Pensando nisso um grupo de ativistas, legais pra caralho, criaram esse navegador aqui, o Torpark. Por enquanto só tem em inglês mas logo mais teremos em português. É só baixar, instalar e usa-lo toda vez que você navegar na net pras suas atividades políticas. Ele vai deixar sua internet meio lenta mas como dizem por aí a paciência é uma virtude guerreira.

 http://www.torrify.com/

Mais informações sobre direitos civis na internet entre nesse site:

 http://www.eff.org/

::::AGITAÇÃO NO CELULAR:::

Os novos usos do telefone - com a massificação do celular e com a inserção de mensagens de texto ? SMS: Short Message Service - como uma de suas funções, fez surgir uma sociabilidade até então nunca vista: o Flash Mob. Este fenômeno instaura um novo sentido do uso desde aparelho, fazendo aparecer em vários países as ?multidões relâmpago?, ou como já dito, o Flash Mob. O telefone se torna aqui um importante objeto cultural para a realização deste fenômeno social.

Graças à característica efêmera da moda esse negócio bizarro de Flash Mob desapareceu. Era um uso totalmente despolitizado dessa capacidade ímpar do telefone celular. Porém, ele é extremamente útil para mobilizar pessoas para aquele grande ato contra ou a favor de tal coisa. Receber uma mensagem no celular avisando de ato tal ou mesmo de uma atividade qualquer de sua organização ou movimento é muito mais efetivo que e-mails ou spams de orkut.

Se você conseguir criar uma corrente com as pessoas reenviando a informação pros seus contatos é capaz de você sozinho(a) levar umas 500 pessoas pra rua, ainda mais se a causa for justa.

::::CONCLUSÃO::::

Esperamos que esse singelo texto seja uma contribuição aos militantes e ativistas de língua portuguesa do século XXI. Use essas informações com muito cuidado e responsabilidade, pois como foi descrito essas combinações tecnológicas fazem o mesmo trabalho que dezenas de células revolucionárias do século XIX.

A circulação de informação é a melhor arma que temos contra o sistema, pois militarmente é impossível ganhar do status quo. Mas se ganharmos os corações e mentes da maioria do povo quem poderá derrotar uma greve geral, ou uma mobilização aonde todos estejam a favor? Lembre-se, para que a maioria do povo seja a favor de sua campanha ou organização não basta a ação pela ação, mas sim a ação baseada em um sentimento geral de que a causa é justa combinado com uma perspectiva responsável e madura de quem tá na linha de frente.