O site humorístico "Falha de São Paulo" foi tirado do ar no último dia 30 por uma liminar requerida pelo jornal "Folha de São Paulo".

O argumento que os Frias usaram para censurar o "Falha" foi um suposto "uso indevido da marca" do jornaleco da Barão de Limeira.

O "Falha de São Paulo" era uma das sensações da internet brasileira nos últimos tempos ao satirizar a demonização que o diário "tucano" fazia da candidata a Presidente da República Dilma Roussef.

Os próprios internautas criavam suas manchetes anti-Dilma, ridicularizando a campanha da "Folha" contra a petista.

Algumas das manchetes criadas pelos internautas:

"Testemunha-bomba confirma: Dilma matava ... aulas na escola!"
"Dilma atirou o pau no gato."
"Não foi a Leila. Foi a Dilma quem matou Odete Roittman!"

Além de criar a sua própria manchete, era possível enviar aos amigos e acrescentar ao #DilmafactsbyFolha no Twitter (outro sucesso que brincava com a campanha da mídia burguesa contra a Dilma).

Toda a indignação dos autores do "Falha de São Paulo" contra a censura praticada pela "Folha" pode ser conferida em um novo endereço:  http://falhadesaopaulo.com.br .

O antigo está fora do ar por culpa da "Dona Folha".