Antonio Donato Baudson Peret, João Matheus Vetter de Moura, Renato Tomazo, Marcus Cunha, Paulo Freitas e outros fazem parte de uma quadrilha que se organiza em torno da apologia ao nazismo, à discriminação e à violência. Se identificam como Neonazistas e White Power Skinheads, mas já fizeram parte de outros grupos.

Vários deles tem passagem pela polícia não só em Belo Horizonte.
Antonio Donato, o Tim, tem passagem pela polícia diversas vezes, inclusive em São Paulo:  http://www.bhaz.com.br/skinhead-de-foto-polemica-na-savassi-ja-foi-preso-por-agredir-gays-na-praca-da-liberdade/

Algumas denúncias informam que João Matheus Vetter de Moura seria também membro das Forças Armadas e teria servido no 12 B.I.

Renato Tomazo tem diversas tatuagens com simbologia nazista, inclusive um ?88? (= Heil Hitler) e um soldado da S.S..

Marcus Cunha parece ser um dos líderes do grupo.