Resta saber se a vontade da maioria do povo brasileiro manifestada nas urnas será invalidade por um congresso cuja maioria dos membros são criminosos oficiais, ao contrário da Dilma, contra a qual não pesa nenhuma acusação de favorecimento pessoal por conta do exercício do cargo público.

Acho que se a população ocupar as ruas não só conra o golpe branco mas também contra o desemprego, o arrocho salarial, o aumento da carga de trabalho, as pioras das condições de trabalho, contra o arrocho fiscal, contra a pauta reacionária que o congresso impõe à população, os Golpistas não vão desistir ainda. Afinal, o último recurso dos covardes é a violência, só que a população também já ridicularizou as forças armadas, em razão das atrocidades cometidas não contra os imperialistas, mas contra seu próprio povo inocente e indefeso.