Quem não lembra da presença da Dilma na abertura da Copa de 2014, onde a planeia sonorizava o Dilma "VTNC". De lá para cá, tanto a Dilma quanto o Lula, nunca mais tiveram coragem de se expor a discursos aberto. Pelas pesquisas, Dilma, Lula e PT tem apenas 7% de aprovação popular.

Quais as razões para essa queda de popularidade ???

Devemos voltar no tempo. Em 2005, Lula estava enfraquecido devido ao Mensalão. Nessa época, Lula pediu ajuda as Centrais Sindicais. Mas houve um preço. O preço foi o abandono da política fiscal. Nesta mesma época, Dilma tinha um alinhamento com a visão das Centrais. Ao ser lançada como presidenta, Dilma tratou de lançar a tal "Nova Matriz Macro Econômica".

Em linhas gerais, essa política preceituou a gastança, o abandono da Lei de Responsabilidade Fiscal e consequentemente, tornou-se hábito a maquiagem das contas públicas. Como a mentira não dura muito tempo, o país entrou na mais grave crise econômica desde 1930. A inflação chegou agora em dezembro de 2015 em 10,5%, o juros são acachapantes, o desemprego segue forte com número de 150 mil por mês, redução do grau de investimento, sumiço de investidores nacionais e internacionais,
aumento abusivo dos preços controlados pelo governo (Combustíveis, energia, etc.) e por fim busca de aumento da carga tributária.

O desconcerto da economia gera desconcerto político e social. O desconcerto social gera impopularidade. Impopularidade e desconcerto político provoca pedido de impeachment. Como pedido de impeachment precisa de fundamento a justifique, não foi difícil encontrar o que se vem chamando de "pedaladas fiscais". Some-se a isso, os assombrosos escândalos bilionários de corrupção que continuam a atingir a elite do PT, inclusive os filhos do Lula.

Por isso, Dilma ou Lula só discursam para plateias seletivas e sobretudo em locais fechados, longe de manifestações hostis a ambos. Nesses discursos a mentira, a enganação e a manipulação de massa, são utilizadas de forma irrestrita, de forma desesperada do salve-se quem puder.

E qual o papel da militância ??

O papel é acessório e condicionada a um bolsa "pão com mortadela" e aos líderes dos sindicatos que ganham pra isso, porém, sindicatos não tem mais adesão dos trabalhadores. Com trabalhadores demitidos pela política da presidentA, não há ânimo de fazer papel de palhaço ou bucha de canhão para quem foi a responsável direta pelos desempregos em todo o Brasil.

Na verdade, a galera vermelha está acuada tanto no Brasil como na Argentina e Venezuela. O socialismo bolivariano mostra-se um fracasso retumbante.