No Brasil, nove famílias controlam as principais empresas e meios de comunicação
do país. Enquanto elas falam o que querem e como querem, 175 milhões de pessoas
escutam, caladas.

Esse controle sobre as informações que circulam no país é radicalmente contra os
interesses da sociedade.

A "mídia dos poucos" viola diariamente os direitos humanos, constrói valores que
servem aos interesses privados em detrimento do público e - como fica evidente
durante as eleições - influencia diretamente a formação da opinião pública.

Devemos falar mais alto para deixar claro que a diversidade do país e o interesse
dos cidadãos brasileiros não estão refletidos na mídia nacional.

É para travar esse debate que um coletivo de organizações, redes e fóruns,
espalhados pelas diversas regiões brasileiras, organizou a 4ª Semana Nacional pela
Democratização da Comunicação. Debates, mesas de diálogo, apresentações culturais
vão mostrar à sociedade que a mídia é dela, que a informação é um bem público e a
comunicação é um direito.

Junte-se a nós para mostrar que, para a construção de uma sociedade
verdadeiramente democrática, todos e todas precisam ter voz!


Confira o cartaz em anexo, com a programação e as entidades envolvidas.

Também entre no site:
www.ciranda.net/sedeco

!divulgue para quem interessar!