Betty Friedan lançou a "Mística Feminina" em 1963, como resultado de suas pesquisas sobre o estilo de vida estadunidense que incentivava a mulher a ser apenas dona-de-casa e viver em função do marido e filhos.

Ao expor o incentivo ao consumismo desse sistema e mostrar que a vida dessas mulheres era fonte de inúmeros problemas sociais e psicológicos devido à anulação da personalidade feminina e descarga de frustrações em outras pessoas, o livro ajudou a impulsionar a segunda onda do feminismo.

Infelizmente, a "Mística Feminina" não teve muitas edições em português, e é difícil de ser encontrado em sebos e bibliotecas públicas.

Para corrigir essa situação, agora está disponível a cópia digital do livro. O escaneamento foi realizado de forma a preservar a formatação original, permitindo citações em trabalhos acadêmicos.

Este arquivo corrige falhas no escaneamento e melhora a qualidade de arquivo mais antigo.