Numa economia em que os meios de produção são de propriedade dos capitalistas e não de toda a sociedade que os produziu e que os faz funcionar, as medidas em favor do bom andamento da economia sempre beneficiam os donos dos meios de produção e sempre prejudicam os trabalhadores. Assim, o Aécio vai facilitar a vida dos ricos e piorar a vida dos pobres.

Aécio disse:

"Eu conversava com o Armínio Fraga e ele me perguntou: 'Mas é para [num eventual governo] fazer tudo o que precisa ser feito? No primeiro ano?'. E eu disse: 'Se der, no primeiro dia. Estou preparado para tomar as decisões necessárias, por mais que elas sejam impopulares'".

E, se depender do Arminio Fraga, a primeira medida impopular é a desvalorização dos já desvalorizados salários dos trabalhadores brasileiros.
veja na transcrição abaixo o que o Arminio Fraga, Ministro da Fazenda do Aécio, se ele for eleito, pensa do salário mínimo:

"É outro tema que precisa ser discutido. O salário mínimo cresceu muito ao longo dos anos. É uma questão de fazer conta. Mesmo as grandes lideranças sindicais reconhecem que, não apenas o salário mínimo, mas o salário em geral, precisa guardar alguma proporção com a produtividade, sob pena de, em algum momento, engessar o mercado de trabalho."

O Aécio Neves e Arminio Fraga vão baixar os salários a fim de que o mercado de trabalho não seja engessado. Ora, quanto mais os salários sobem mais a economia fica produtiva, pois quanto mais o trabalhador ganha, mais ele fica incentivado, aumentando assim a sua produtividade.

Se os salários sempre guardarem proporção com a produtividade, a distribuição funcional da renda continuará sempre da forma que está, 60% da renda indo para os capitalistas a título de lucros e 40% para os trabalhadores a título de salário. Se depender do Aécio Neves, o Brasil vai continuar sendo o campeão mundial das desigualdades sociais.

Se salários baixos fossem sinônimos de economia forte, a economia do Japão, por exemplo, seria inferior à do Brasil, pois lá os salários são muito mais elevados do que aqui.