Rio de Janeiro-RJ: Farofaço 0.2: Nós vamos invadir a NOSSA praia

Rio de Janeiro-RJ: Farofaço 0.2: Nós vamos invadir a NOSSA praia

Outubro 04, 2015 - 00:00
Publicado em:
0 comments

No dia 04 de outubro foi realizado mais um ato em repúdio ao corte de linhas de ônibus que ligam a periferia da cidade às praias da zona sul do Rio de Janeiro, assim como às ações policiais contra adolescentes pretxs e moradorxs das favelas e regiões periféricas que, em dias de sol, são revistadxs e detidxs nos ônibus que chegam às praias da zona sul.

A passeata se concentrou na praça General Osório em Ipanema e seguiu em direção à praia do Arpoador. Xs manifestantes carregavam faixas e cartazes denunciando o processo de segregação da cidade. Uma banda auxiliou na levada de funks que contavam o contexto das favelas.

Apesar do tempo nublado, alguns banhistas se juntaram a passeata, principalmente moradorxs da baixada, da zona oeste e da zona norte da cidade, que deram seus depoimentos sobre as dificuldades de se chegar às praias da zona sul.

Muitos policiais filmaram o evento e um helicóptero da PMERJ surgiu sobrevoando o local por vários minutos, com policiais armados e com uma filmadora. O evento foi encerrado após um almoço trazido de casa pelxs banhistas, com bastante frango e farofa.

O termo farofaço vem do adjetivo farofeiro que foi dado pelas classes elitizadas, aos cariocas que vão para a praia levando de casa sua própria comida. Logo tal termo foi relacionado xs moradores suburbanxs que frequentavam as praias da zona sul.

Para entender o contexto, a manifestação repudiou a ação policial que consiste em abordar os ônibus que vêm das regiões periféricas da cidade até a zona sul, como as linhas 474, 455, 457, entre outras. O alvo principal são xs jovens pretxs, sem camisa, dinheiro ou documentos.

Apesar de não serem crimes andar sem camisa, dinheiro ou documentos para ir a praia, a polícia considera todos estes casos, somado ainda ao fato de serem pretxs e moradorxs das periferias, como suspeitxs.

Recentemente a prefeitura anunciou alteração no itinerário de 111 linhas de ônibus municipais e intermunicipais, 70 estão sendo extintas e 41 reduzidas. A maioria destas foram encurtadas ou extintas, principalmente as que faziam o trajeto entre as zonas norte e oeste e a zona sul da cidade. Pelo menos 18 dessas linhas chegavam até as praias. Dificultando diretamente o acesso dos jovens pobres à orla de Copacabana, Ipanema e Leblon.

No sábado, dia 19 de setembro, houve um arrastão pelas ruas de Botafogo, zona sul da cidade, desde então, as ações policiais de revistas e detenções à jovens se intensificou. Além disso, filmagens de internautas mostram que, grupos denominados de "justiceiros" também depredaram ônibus que vinham da zona norte e perseguiram adolescentes pretxs e pobres, enquanto policias assistiam sem intervenção.

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.