Niterói-RJ: Remoção das famílias caiçaras da Praia do Sossego

Niterói-RJ: Remoção das famílias caiçaras da Praia do Sossego

Agosto 12, 2015 - 00:00
0 comments

Nesta quarta-feira, dia 12 de agosto, a prefeitura de Niterói executou a ordem de remoção das famílias tradicionais Caiçaras da Praia de Sossego em Niterói.

Três oficiais de justiça, funcionários de empresa terceirizada para fazer demolição e uma equipe formada por policias federais, militares e guardas municipais foram mobilizadas para demolir duas das três casas dessas famílias. Segundo os oficiais, a terceira casa não foi demolida por uma questão de “logística” mas que o mandato de despejo foi emitido.

Todo o aparato chegou ao local por volta das 8 horas da manhã e por volta das 12 horas as casas já estavam demolidas. Os acessos à praia foram fechados e pessoas foram coibidas por policiais federais por estarem filmando. Jornalistas também tiveram dificuldade de entrar no local, conseguindo após muita insistência. Impedir a presença da imprensa em ações públicas viola o art. 220 da constituição.

As famílias ficaram muito abaladas pelo despejo compulsório. Uma das senhoras chegou a dizer que considerou uma falta de “respeito com uma criança de quatro anos” a presença de fuzis carregados por policiais. Os funcionários terceirizados se sensibilizaram com as famílias e ajudaram na locomoção dos pertences para a casa que restou.

Advogados buscaram contato com a prefeitura e o juiz Willian Douglas, responsável pela decisão. O juiz, então, deu um prazo de 30 dias para que a prefeitura apresente a formalização do acordo de boca feito com as famílias, de que apenas as casas mais próximas a praia seriam demolidas, permanecendo a mais distante, e que a área do terreno desta casa seria ampliado para que as duas casas possam ser reconstruídas. O juiz teria garantido também, que durante esse prazo a terceira casa não será demolida.

Desde a expedição do mandato de remoção, no início de julho, muitas reuniões e conversas foram realizadas entre políticos, como o deputado Flávio Serafini, a prefeitura e o juiz, com a promessa de que um acordo seria feito com as famílias, no entanto, em nenhum momento tal acordo foi formalizado.

Para entender mais sobre as famílias caiçaras da Praia do Sossego:

Remoções se espalham pelo estado e chegam à Praia do Sossego em Niterói

Cine SOS Caiçaras na praia do Sossego em Niterói

Famílias sob ameaça de remoção em Niterói – Resistência Aldeia Imbuhy e Caiçaras do Sossego

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.