Rio de Janeiro-RJ: Manifestação 20J e Festa Junina #FifaGoHome

Rio de Janeiro-RJ: Manifestação 20J e Festa Junina #FifaGoHome

Junho 20, 2014 - 00:00
Publicado em:
0 comments

Nesta sexta-feira, 20 de junho, aconteceu no centro do Rio de Janeiro o ato 20J, em comemoração ao aniversário de um ano da manifestação que levou mais de um milhão de pessoas às ruas da cidade. Neste mesmo dia, a FIP (Frente Independente Popular) organizou uma festa junina embaixo dos arcos da Lapa, com direito a fogueira e doces típicos. A festa, além de também ser comemorativa, foi um protesto à proibição de realizações de festas juninas em Salvador, por imposição da lei da Fifa.

O Ato, marcado para 17h, na Candelária, passou a ser reprimido pela polícia antes mesmo de começar. Na concentração, xs manifestantes que chegavam iam sendo revistadxs, e quinze minutos antes do horário marcado para começar o ato, 2 pessoas já tinham sido detidas por portarem máscaras. Às 17h20 o número de detidos já chegava a 6, incluindo um jornalista, que por ter um carregador de Notebook na mochila, foi acusado de portar “material explosivo”. O objetivo das revistas, como sempre, era o de intimidar xs manifestantes, e fazer com que desistam de participar dos protestos populares. É uma clara perseguição aos movimentos sociais, reflexo de um estado opressor que se mobiliza para não ser contestado.

Partindo da Candelária, o ato seguiu em direção à Lapa, onde havia uma grande concentração de turistas, e deveria encontrar a festa junina da FIP. Durante todo o percurso, no entanto, a polícia continuou a fazer revistas, e mais um jornalista foi detido, tendo seu cartão de memória apreendido pela polícia.

Chegando à Lapa, xs manifestantes deram várias voltas ao redor dos principais bares, cantando gritos de protestos e interagindo com os turistas. A polícia, por sua vez, além das revistas, passou a borrifar spray de pimenta em meio aos manifestantes, de forma que não percebessem o gesto, mas sentissem seus efeitos. Diante do aumento da tensão, a polícia efetuou mais uma série de detenções, muitas por desacato. Nesse cenário, um manifestante foi brutalmente agredido e derrubado no chão, enquanto um cadeirante, que passava pelo local e resolveu aderir ao protesto, recebeu um jato de Spray de pimenta diretamente em seu rosto. Como se não bastasse, a polícia ainda usou bombas de efeito moral e balas de borracha.

No total foram 12 detidxs. Dentre eles, um foi preso por ter direcionado um laser para o Helicóptero da Polícia Militar que sobrevoava o local; outrx foi levado por portar cápsulas de balas de borracha deflagradas pela polícia. Em relação a esse último caso, o jornal O Globo, mais uma vez, mascarou os fatos e noticiou, de forma irresponsável, que o jovem portava munição de arma calibre 12mm (calibre da munição de bala de borracha), dando a entender que o jovem carregava projéteis letais, ao invés de apenas cápsulas de bala de borracha.

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.