Rio de Janeiro-RJ: 10ª edição do evento CIRCULANDO – Diálogo e Comunicação na Favela”

Rio de Janeiro-RJ: 10ª edição do evento CIRCULANDO – Diálogo e Comunicação na Favela”

Dezembro 06, 2014 - 00:00
Publicado em:
0 comments

Neste dia 06 de dezembro de 2014 ocorreu a “10ª edição do evento CIRCULANDO – Diálogo e Comunicação na Favela”, no Complexo do Alemão, realizado pelo “Instituto Raízes em Movimento”. O dia começou cedo, às 9hs da manhã e terminou pelas 23hs, com uma programação bastante diversificada.

Essa edição contou com o lançamento do documentário “COPA PRA ALEMÃO VER”, produzido pelo projeto faveladoc.com além de exposição de fotos da comunidade, apresentações artísticas de poesia, graffiti, performance teatral pelo Coletivo de Artistas Anônimos “Bonobando” com o espetáculo “Finge que nada tá acontecendo”, apresentações musicas com a Orquestra Voadora, shows de Rock, RAP, funk e grupos de capoeira e dança do Rio de Janeiro e o Grupo de Dança Renovação de Pelotas, RS.

O evento foi muito alegre e cheio de apresentações culturais, havia muita dança e descontração. Durante algumas apresentações artísticas a rua era fechada por alguns minutos e os motoristas e taxistas que subiam ou desciam o morro também entravam no clima. Um motociclista fez uma performance sobre a moto e os motoristas interagiam.

Carros da UPP subiam e desciam a todo momento pela rua, carregando armas pesadas aboiadas para fora da janela, o que chegou a assustar uma estrangeira que também “circulava” pelo evento. Algumas vezes os policiais passavam com o celular filmando as pessoas, apesar de os carros já serem equipado com câmeras.

Ao anoiteceu o Coletivo Projetação expôs imagens e frases retratando a realidade da favela. Artistas, moradores e ativistas de movimentos sociais contribuíram para a composição das frases.

A proposta do evento foi retratar o atual momento em que vive o Complexo do Alemão e o cotidiano dos seus moradores, que se assemelham a muitas outras comunidades da cidade. A questão da violência, da presença policial ostensiva e do racismo foram os principais pontos de discussão e tema das apresentações artísticas, questionando as consequências da militarização da favela e do projeto da UPP.

 

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.